Em Viseu A Câmara aprovou na ultima reunião do executivo, o lançamento de um concurso para a segunda fase do projeto de eficiência energética
 
Em Viseu A Câmara aprovou na ultima reunião do executivo, o lançamento de um concurso para a segunda fase do projeto de eficiência energética
De acordo com Almeida Henriques, se a autarquia tiver apoios comunitários andará a uma velocidade mais rápida. Caso contrário, vai ser  lançando um concurso a seguir ao outro até chegar ao momento em que todo o concelho esteja com tecnologia Led. 
 
Almeida Henriques lembrou que a autarquia “gastava seis milhões e meio de euros de eletricidade por ano”, sendo que, só este ano, já conseguiu mais de 300 mil euros de poupança.
 
O também vice-presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses considerou que “esta questão da eficiência energética está mal tratada no âmbito do Portugal 2020, porque não tem nenhuma componente de incentivo a fundo perdido”.
O autarca  mostrou-se confiante de que, futuramente, o Governo vai  alterar os regulamentos relativos à eficiência energética.
 
 
Na reunião de câmara  foi também aprovado o relatório de contas de 2016 da Sociedade de Reabilitação Urbana  Viseu Novo.
 
A autarquia  apresenta um resultado positivo de 26 mil euros. É o primeiro ano em que efetivamente a SRU inverte um ciclo de resultados negativos e passa a ter resultados positivos. E o próprio orçamento para este ano prevê que ela seja autossustentável”, afirmou Almeida Henriques.
 
Foi ainda aprovado um apoio de seis mil euros para que a Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões faça ajustamentos ao projeto da ecopista do Vouga, que envolve também os municípios de S. Pedro do Sul, Vouzela e Oliveira de Frades.
 
Publicação: 2017-05-19 - 10:22:59
 
www.rci.pt