Mangualde

 

Com uma área de 220,72km2, o concelho de Mangualde é limitado a norte por Penalva do Castelo, a sul por Seia, a leste por Fornos de Algodres, a sueste por Gouveia, a sudoeste por Nelas e a noroeste por Viseu. Subdivido em 18 freguesias, com 21.029 habitantes – Abrunhosa-a-Velha, Alcafache, Chãs de Tavares, Cunha Alta, Cunha Baixa, Espinho, Fornos de Maceira Dão, Freixiosa, Lobelhe do Mato, Mangualde, Mesquitela, Moimenta de Maceira Dão, Póvoa de Cervães, Quintela de Azurara, Santiago de Cassurrães, São João da Fresta, Travanca de Tavares, Várzea de Tavares – tem o seu feriado municipal a 8 de Setembro. A presença do homem em Mangualde remonta ao neolítico, tendo possuído um castelo, conquistado aos mouros por Fernando Magno, em 1058. Em 1102, foi concedido um foral à povoação pelo Conde D. Henrique e Dona Teresa. Dos principais monumentos que Mangualde tem para oferecer a qualquer visitante, destacam-se a Torre do relógio Velho, o Palácio dos Condes de Anadia, a Igreja da Misericórdia, a Igreja Matriz de S. Julião, a Casa do Rebelo e o Santuário de Nossa Senhora do Castelo. O seu artesanato não se sobressai pela quantidade mas sim pela qualidade. Exemplo disso são os tapetes de pontos de Arraiolos e os bordados de Tibaldinho. Das suas festas e Romarias salientam-se a romaria da Senhora do Castelo a 8 de Setembro, a romaria de Santo António dos Cabaços em Junho e a festa da Senhora das Neves a 5 de Agosto.