Tarouca

 

Com uma área de 100 km2, o concelho de Tarouca é limitado pelos municípios de Lamego e Armamar a Norte, Moimenta da Beira a Este, Vila Nova de Paiva a Sul e Castro Daire a Oeste. Tarouca é composto por 10 freguesias, nas quais residem 8.271 habitantes: Dálvares, Gouviães, Granja Nova, Mondim da Beira, Salzedas, São João de Tarouca, Tarouca, Ucanha, Várzea da Serra e Vila Chã da Beira. O seu feriado municipal celebra-se a 29 de Setembro. Situa-se na serra de Santa Helena e nos montes Santa Bárbara e Ladário. Vestígios de antigas povoações castrejas encontrados no território do concelho comprovam a ocupação muito remota da região. Em 1262 D. Afonso III concedeu o primeiro foral a Tarouca, que seria posteriormente confirmado por D. Dinis, por D. Afonso IV, em 1348. Mais tarde, em 1514, D. Manuel I outorga-lhe foral novo. Dos seus monumentos sobressaem a Ponte Românica, Torre e Ponte de Ucanha, Castro Rei, igrejas, capelas, pelourinhos e casas senhoriais. É um concelho de agricultura, pecuária, vitivinicultura e pequena indústria. No Concelho de Tarouca é produzida uma variedade de objectos de artesanato utilitário, decorativo, tecelagem e cestaria. Dos seus pratos típicos destacam-se as seguintes especialidades: Basulaque, Cabrito Assado, Trutas do Varosa, Milhos, Caldo de Castanhas. Doces típicos: Sarrabulho com Doce de Nozes, Trufas e Falachas de Castanha.